FreeBSD+PHP5+Lighttpd – Para os apressados.

Posted 3 Comments

ATENÇÃO: ESSE TUTORIAL ESTÁ DESATUALIZADO COM A VERSÃO MAIS RECENTE DO LIGHTTPD NO PORTS. EM BREVE DESCREVEREI COMO PROCEDER COM A NOVA VERSÃO. ENTRETANTO, PARA QUEM PRECISA RESOLVER A BAGAÇA AGORA, O PROCEDIMENTO É MUITO SEMELHANTE AO QUE ESTÁ DESCRITO AQUI. Esse semana tive de fazer o update do FreeBSD 7.2 para o 7.3, haja visto que o tempo de suporte a versão 7.2 expirou. Decidi refazer toda a instalação, e já que estava com o sistema todo limpo, quis dar uma chance ao lighttpd para ver como ele se comporta. Tive de fazer pequenas modificações depois dos aplicativos serem […]

O Retorno – FreeBSD zica: PHP Fatal error: Call to undefined function preg_match()

Posted Leave a comment

Depois de um reboot anormal (rede elétrica problemática), o FreeBSD voltou a retornar esse famigerado erro: PHP Fatal error: Call to undefined function preg_match() Entretanto, dessa vez, o procedimento descrito no post anterior não deu jeito, tive de ser mais ignorante, simplesmente mandei remover tudo que tinha de php5 no sistema e mandei reinstalar. Para visualizar o que você tem de instalado do php5 (suporte a linguagem, módulos, etc..) pkg_version -v | grep -i php5 Para remover tudo: pkg_delete -f php5-\* Pronto. Agora é só ir em lang/php5 e lang/php5-extensions, dar um make clean em cada, e mandar instalar tudo […]

FreeBSD zica: PHP Fatal error: Call to undefined function preg_match()

Posted 2 Comments

Hoje eu fui passar meu site para um servidor que roda FreeBSD, e decidi atualizar o PHP4 para o PHP5. Depois de tudo facilmente desinstalado e instalado (lang/php5 e lang/php5-extensions), apache configurado e tudo mais, todos os sites que usam php estavam abrindo em branco e nos logs apareciam coisas desse tipo: PHP Fatal error: Call to undefined function preg_match() Depois de uma googlada, vi que o erro estava na extensão devel/php5-pcre. Site que continha o workaround original. Tentei remover essa extensão, mas não foi possível haja visto que outras dependiam dela, entretanto outra linha funcionou perfeitamente: # make reinstall […]